“Fomos atendidos por anjos no espaço de eventos Casa Lucci” – Casa Lucci

“Fomos atendidos por anjos no espaço de eventos Casa Lucci”

espaço para eventos corporativos sp espaços alternativos para eventos sp espaço para eventos 1000 pessoas sp espaço para eventos pequenos sp espaço para eventos sp barato lugares inusitados para eventos em sp espaços gratuitos para eventos sp espaço para eventos corporativos sp zona sul espaço para eventos corporativos sp espaço para eventos sp espaço para eventos pequenos sp espaço para eventos sp barato espaço para eventos 1000 pessoas sp espaço para eventos pinheiros espaço para eventos sp zona sul espaço para festas pequenas sp buffet para casamento sp zona sul buffet casamento sp

Marta e Fábio se casaram nove dias depois de seu bebê Sebastian nascer; com o pequeno na UTI, lembram como foi contar com a ajuda dos profissionais do buffet para casamento.

Você já pensou em passar a lua de mel na UTI? Marta e Fábio também nunca tinham pensado. Mas foi o que aconteceu, depois da cerimônia religiosa no Santuário da Santa Cruz da Reconciliação e da festa animadíssima no espaço de eventos Casa Lucci. Seu bebê Sebastian Kamui, de apenas nove dias, se recuperava do parto prematuro. Mas, apesar do cenário preocupante, deu tudo muito certo, e a história deles está só começando!

 

Primeira impressão

“Nos conhecemos no metrô Butantã, éramos amigos no início, uma amizade superficial. Passei no concurso do TRT em  março de 2012. Ela era servidora, fazia faculdade na USP, e logo que entrei no tribunal, fui trabalhar na Barra Funda. E assim seguimos até outubro de 2016, quando combinamos um almoço e não nos desgrudamos mais. Ali eu já sabia que ela era a mulher da minha vida; quando fui buscá-la na portaria do prédio, ela me olhou, sorriu, eu já fiquei doido”, conta apaixonadamente Fábio.

O namoro rapidamente virou um morar juntos, que virou uma gravidez: “Pensei que seria legal nos casarmos antes do parto, faríamos no civil, mas a Martinha queria também no religioso, e então fizemos o casamento completo”, lembra.

Ao começar a procura por um buffet para casamento, Fábio se lembrou do espaço de eventos Casa Lucci, onde fora a assembleia de constituição do condomínio onde ele morava e, depois, a festa de 15 anos da filha de uma colega da empresa.

“Ele passou lá para conversar, depois fui para conhecer e a gente adorou o espaço. Essa parte do jardim suspenso é muito legal, havia espaço para dançar, como queríamos, era perto de casa, era tudo do jeito que a gente queria”, conta Marta. “Nos decidimos pela Casa Lucci não só pela proximidade, mas também atendimento. Dizem que a primeira impressão é a que fica, e a primeira impressão da Casa Lucci foi muito boa”, completa Fábio.

 

Bem-vindo, Sebastian!

Definido o buffet para casamento, escolheram a pequena igreja no no Caxingui, Santuário da Santa Cruz da Reconciliação, para a cerimônia.

Então, estava tudo certo e organizado: a assinatura em cartório seria em 26 de fevereiro de 2018; em 3 de março – dia do aniversário do noivo -, a cerimônia religiosa seria às 11h na igrejinha e, à tarde, a festa no espaço de eventos Casa Lucci.

Mas eles não contavam com um detalhe providenciado pelo acaso: o pequeno Sebastian estava predestinado a nascer em 22 de fevereiro. E assim foi!

 

“Me marcou a alegria do momento”

Marta e Fábio entraram na igreja com o coração apertado, tendo o bebê no hospital. “As meninas da Casa Lucci me ajudaram também na igreja, o que foi ótimo! Se não fosse elas, não sei como teria sido, estávamos com a cabeça a mil”, conta Marta.

Na cerimônia, o momento que mais emocionou não só aos noivos, mas também aos convidados, foi quando o padre falou sobre os filhos. “Tinha sido uma semana bem difícil. Estávamos aéreos e nervosos, chegamos a colocar as alianças no dedo errado, estávamos desbaratinados. Hoje, a gente ri”, completa.

O casal se esforçou para confiar os cuidados do bebê ao hospital – ele estava bem e se fortalecendo – e relaxar na hora da festa: afinal, tinham sido tantos os preparativos e expectativas, aquele era o dia deles, e eles não podiam deixar passar de forma apagada.

“Pra mim, foi muito importante dançar com meu pai. Estava toda a minha família reunida, e foi muito bom ter todos perto. No momento dos nossos discursos, falei sobre as qualidades e defeitos do Fábio, e disse que ele era muito esquecido. Quando terminei, ele falou: ‘Eu tinha algo a falar, mas já me esqueci’, e todos riram”, lembra Marta. “Realmente, ela me pegou de surpresa”, concorda o noivo.

A dança foi o ponto alto da festa. “O Fábio dançou muito, e eu também , apesar de ter tido o bebê. A gente se divertiu muito! Gosto de dançar e era algo que eu fazia questão. Tive que parar para tirar leite, mas foi bem legal”, conta a mamãe. “Curti muito, gostei de tudo, a alegria de dançar muito é o que ficou na minha lembrança. Vi amigos que nem imaginava que iam entrar na pista, dançando, então foi bem bacana. Me marcou a alegria daquele momento”, diz Fábio.

“Também adoramos a decoração, meu buquê, as flores, estava tudo muito lindo, com muito capricho. Quando entramos e vimos tudo arrumado, foi emocionante, incrível!”, diz Marta. Ela reconhece que a ajuda da equipe do espaço de eventos Casa Lucci foi imprescindível até quando não era esperado: “Uma coisa que eu não fiz e recomendo é contratar uma assessoria, alguém pra ajudar; tivemos a ajuda das meninas da Casa Lucci e, se não fosse por elas, eu ia estar totalmente perdida, porque você entra em outra vibe, a cabeça fica a mil! Elas deram um suporte incrível”, completa.

Outro conselho dos dois: coma antes de entrar na sua festa! Eles acabaram se alimentando pouco, sem o acompanhamento de uma assistente para verificar isso.

Lembrança que não tem preço

Festa finalizada, era hora de ir cuidar do Sebastian: “Corremos para o hospital; nossa lua de mel foi na UTI”, conta Fábio.

Eles agradecem muito à equipe do espaço de eventos Casa Lucci pela ajuda e comprometimento com o evento deles: “Agradeço as meninas, Vanessa, Carol e as demais, pois foi graças a elas que deu tudo certo”, diz Marta. “Também agradeço muito à Casa Lucci, ao atendimento das meninas, que foram sensacionais, foram anjos na nossa vida. O trabalho foi perfeito. Na situação em que estávamos, com i bebê na UTI, tivemos um suporte incrível, não tenho palavras”, concorda Fábio.

Fábio aconselha a noivos em geral que procurem a Casa Lucci: “Foi sensacional, gostamos de tudo, do atendimento, da festa, da comida. No início, eu relutava um pouco em fazer a festa, mas, depois, olhando pra trás, vale muito a pena, é uma lembrança que não tem preço, é algo que levamos para o resto da vida”, finaliza.

Ah, sim – Sebastian está saudável e lindo. Quando da redação deste texto, comemorava seus seis meses!